I Dia Carolina Blasio por Diversidade na Lógica

Carolina da Silva Blasio (1984-2017), foi uma filósofa e lógica feminista brasileira, com formação em Psicologia e Filosofia, mestrado em Ciências da Religião na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e doutorado em Filosofia pela Universidade de Campinas (UNICAMP).


Carolina faleceu aos 33 anos, um dia após defender seu doutorado, em um trágico acidente de carro, junto com a amiga, também filósofa, Maria Érbia Cássia Carnaúba, em Campinas. As comunidades acadêmicas das quais Carolina fez parte manifestaram profundo pesar por sua súbita partida.


Em 2021 foi publicado em sua homenagem um volume especial do periódico Synthese, Varieties of entailment. A introdução ao volume informa que, ao partir, Carolina estava trabalhando intensamente em uma noção multidimensional de consequência lógica e valores lógicos generalizados relacionados a essa concepção. Ela o fez não apenas em sua tese, mas também em diversos trabalhos (alguns já publicados e outros prestes a serem submetidos).


No domingo, 20 de março de 2022, dia dos equinócios (de Outono no Sul e de Primavera no Norte global), Carolina completaria mais um ano de vida.


Para dar a conhecer sua trajetória e preservar seu legado para os campos da filosofia, da lógica – mas sobretudo para as pessoas que dedicam suas vidas a exercitar e transmitir esses saberes em nosso país (e fora dele) – o coletivo Lógicas Brasileiras, em colaboração com João Marcos, e com o apoio da Sociedade Brasileira de Lógica (SBL), elegemos o dia 20 de março como data da celebração da vida, da vivacidade e da raridade da filósofa, lógica, professora, mentora, amiga, e mãe - da mulher que foi Carolina. Amigos do mundo todo, colegas e estudantes enviaram registros de memórias que atestam a legitimidade da figura de Carol como um arquétipo de integridade, brilhantismo e generosidade dentro e fora do ambiente acadêmico.


Em nosso blog e em nossas redes sociais (Twitter e Instagram), ao longo do dia 20 de março, divulgaremos breves textos, cartas, notas e, no canal de YouTube da SBL, vídeos - materiais associados às múltiplas dimensões de Carolina, a seus interesses intelectuais e a seus traços pessoais. Na medida de nossas forças e agendas, também incentivamos a realização de pequenos eventos associados à recém criada efeméride. Com esses singelos gestos, entendemos estar tão-somente iniciando a propagação, para além dos círculos frequentados por Carol, da energia por ela mobilizada em seus constantes esforços por mais equidade e inclusão na universidade. Esses esforços não só não serão esquecidos, como sua energia já vai sendo transmutada em diversas ações por mais diversidade nas práticas de ensino, estudo e popularização da Lógica, em nosso país.


Convidamos a todas as colegas, estudantes e pesquisadoras desta Rede a conhecer e a celebrar a vida e do legado desta, uma dentre tantas intelectuais brasileiras que, já não transitando entre nós, seguem vívidas como inspirações em memórias e ações das pessoas com quem conviveram. Ampliar o escopo do conjunto de pessoas que conhecem o trabalho e o ativismo de Carolina nessas duas áreas tão masculinizadas quanto a Lógica e a Filosofia, festejar mulheres filósofas inspiradas e inspiradoras nesses tempos que mal conseguimos descrever sem algum desajuste em nossas esperanças é, afinal, uma forma de teimosia - que algumas preferimos chamar de resistência.




53 visualizações

Posts recentes

Ver tudo