Live no Instagram: Sementes de bruxas - escrita de mulheres que deslocam o eixo da história

Na próxima terça, dia 11 de agosto de 2020, 18h, Juliana de Moraes Monteiro convida Danielle Magalhães para uma conversa no instagram da Rede Brasileira de Mulheres Filósofas sobre a filósofa italiana Silvia Federici.

A live abordará o tema do deslocamento das narrativas hegemônicas ocidentais a partir da obra da autora italiana Silvia Federici. Seguindo a proposição endereçada por ela em "Calibã e a bruxa" de que "o mundo precisa de uma sacudida", faremos uma conversa sobre como a domesticação do feminino e a construção do mito da feminilidade na modernidade permanece um processo inseparável do sistema capitalista, que se ergueu com base no apagamento cultural e linguístico da fala e da escrita de mulheres. Conversaremos também sobre o estatuto político da fofoca, tida como uma fala feminina desqualificada, e sobre a poesia contemporânea brasileira escrita por mulheres a fim de questionar as estruturas de exclusão da sociedade contemporânea. Silvia Federici é uma filósofa e militante da tradição feminista marxista autônoma. Foi co-fundadora do International Feminist Collective (Coletivo Internacional Feminista), participou da Wages for Housework Campaign ( Campanha por um salário para o trabalho doméstico). Nos anos 80, foi professora na Universidade de Port Harcourt na Nigéria e atualmente é professora emérita da Univerisade de Hofstra, em Nova York.


Juliana de Moraes Monteiro é doutora em Filosofia pela PUC-Rio. Atualmente é bolsista de pós-doutorado Nota 10 da Faperj na UFRJ, sob a supervisão da professora Carla Rodrigues. Danielle Magalhães é doutora em Literatura pela UFRJ e autora do livro de poemas Quando o céu cair ( 7 Letras).


178 visualizações

Quer divulgar uma notícia sobre mulheres e filosofia? Escreva para noticias.filosofas@gmail.com

Dúvidas? Escreva para filosofas.brasil@gmail.com

©2019 por Rede Brasileira de Mulheres Filósofas