Carta Aberta sobre a indicação no CNPq: Parent in Science




CARTA ABERTA SOBRE A INDICAÇÃO DE MEMBROS DOS COMITÊS DE ASSESSORAMENTO DO CNPq.*

À comunidade científica brasileira

O CNPq iniciou o processo de renovação de membros dos Comitês de Assessoramento (CAs), cujos mandatos terminam em 2021. Bolsistas de Produtividade do CNPq nível 1 e sociedades científicas podem sugerir nomes até dia 14 de maio. Os membros dos CAs são parte fundamental do sistema de funcionamento do CNPq, tendo a atribuição de analisar, julgar e selecionar pedidos de projetos de pesquisa e de formação de recursos humanos, incluindo as bolsas de produtividade desta agência.


O Movimento *Parent in Science* tem defendido maior *diversidade* dentro da academia e ciência brasileiras, para que tenhamos uma ciência mais inclusiva, justa e eficiente. Apesar de as mulheres representarem 57% dos alunos de graduação e 53% dos de pós-graduação no Brasil, à medida que se avança na carreira científica, a proporção de mulheres diminui drasticamente, fenômeno conhecido como *efeito tesoura* ou segregação vertical. Por exemplo, as mulheres representam apenas 36% dos bolsistas de produtividade, 31% dos membros atuais dos CAs e, até hoje, nunca tivemos uma mulher ocupando os cargos de presidente do CNPq, presidente da Academia Brasileira de Ciências ou de ministro da Ciência e Tecnologia. Em outras instâncias, como as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), somente 14% dos presidentes eleitos foram mulheres. Fica clara a sub-representação das mulheres nos espaços de tomada de decisão. Além disso, é necessário salientar que quando estas análises são realizadas considerando-se raça, os dados são ainda mais alarmantes, especialmente em um país que tem mais da metade da sua população constituída por negros.


Estudo realizado por nosso movimento, assim como outros dados na literatura, apontam para um aumento sem precedentes nas disparidades de raça e gênero (especialmente para as mães) provocadas pela pandemia da COVID-19. Neste sentido, torna-se ainda mais importante a presença de pessoas que ampliem a representatividade em espaços de decisão, tais como os CAs do CNPq, e que promovam ações efetivas para a diminuição dos efeitos negativos da pandemia.


Assim, convocamos toda a comunidade científica para que, no momento da indicação dos membros para os CAs, os aspectos de diversidade (gênero, raça, parentalidade, entre outros) sejam levados em consideração. *Defender a diversidade na ciência é construir uma ciência mais democrática, representativa, empática e de verdadeira excelência.*

Movimento Parent in Science.


Disponível em: http://parentinscience.com


#redebrasileirademulheresfilosofas

#filosofasorg

#filosofasbrasil

#parentinscience

125 visualizações