Verbete Anne Conway, por Nasstasja Pugliese




“Uma revisão da metafísica produzida no XVII que ignore a contribuição de Anne Conway é uma revisão certamente incompleta”.

Se você ainda pensa que as mulheres estiveram ausentes dos debates sobre metafisica no começo da modernidade ou que os sistemas metafísicos originais foram propostos apenas por homens, está mais do que na hora de ler o verbete sobre Anne Conway (1631- 1679) que Nastassja Pugliesi escreveu especialmente para o Blog Mulheres na Filosofia.

Filósofa extraordinária, mas ainda pouco conhecida e estudada no Brasil, a inglesa Conway foi educada em casa e mesmo tendo sido impedida de ingressar em Cambridge (como era a regra até outro dia para as mulheres!) ela desenvolveu um sistema metafísico original em diálogo crítico com Descartes, Hobbes, Espinosa e com elementos do Platonismo Renascentista.

Como é próprio do começo da modernidade, o Principia (sua obra mais conhecida), traz uma filosofia que é um amálgama de temas antigos e modernos, com aspectos religiosos e científicos, cujos traços mais marcantes são cuidadosamente analisados por Pugliesi no verbete. Leia aqui.

Nastassja Pugliesi é professora adjunta da Faculdade de Educação e membro do PPGLM do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), uma das idealizadoras do Blog Mulheres na Filosofia, além de incansável na luta pela revisão do cânone filosófico.

37 visualizações

Quer divulgar uma notícia sobre mulheres e filosofia? Escreva para noticias.filosofas@gmail.com

Dúvidas? Escreva para filosofas.brasil@gmail.com

©2019 por Rede Brasileira de Mulheres Filósofas