MINI CURSO MULHERES E A PÓS-PANDEMIA: SOBRE UM NOVO MUNDO POSSÍVEL

Ementa

Frente à falência e ao colapso da sociedade contemporânea, que tomam dimensões de uma crise civilizacional, torna-se urgente a reflexão sobre possíveis modos de reestruturação das sociedades. Em vista disso serão introduzidos dois tópicos fundamentais para discussão:

1) A crítica à medicina moderna sob um olhar feminino e o esboço de uma medicina autoconsciente.

3) As inovações e contribuições da economia feminista para um mundo melhor e mais justo.

Objetivos

A covid 19 e sua devastação letal no Brasil e no mundo vem apenas expor a olhos nus uma crise que vinha sendo gestada há muito tempo; o vírus apenas está fazendo explodir estruturas envelhecidas de sociedades exploradoras, predatórias, não inclusivas, patriarcais e obsoletas. O objetivo do curso é debater dois tópicos de grande interesse para se repensar nosso modus vivendi (modo de vida).


Ministrantes:

Profa. Dra. Mariana Paolozzi e Profa. Dra. Rita de Cássia fraga Machado


Dias: 27 de outubro e 3 de novembro (terças-feira)

Horário: 18h às 20:30h


Inscrição acesse o formulário: https://forms.gle/zavA4mCQWieGPUUr6

Informações pelo e-mail: mulherespospandemia@gmail.com


Realização: As Pensadoras

Plataforma: Google Meet. Recomenda-se usar um e-mail do Gmail para acompanhar as aulas.


Certificação: 8h pela Escola As Pensadoras


CRONOGRAMA


AULA 1: Profa. Dra. Mariana Paolozzi


Introdução geral ao curso e reflexões sobre as contribuições do ecofeminismo.

Referências da aula:

ORTEGA, Francisco, GAUDENZI, Paula. O estatuto da medicalização e as interpretações de Ivan Illich e Michel Foucault como ferramentas conceituais para o estudo da desmedicalização. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832012000100003>. Acesso em: 28 de maio de 2020.

McVEIGH, Karen. Malnutrition leading cause of death and ill health worldwide. Disponível em: <https://www.theguardian.com/global-development/2020/may/12/malnutrition-leading-cause-of-death-and-ill-health-worldwide-report>. Acesso em: 14 de maio de 2020.

BRUM, Eliane. O futuro pós-coronavírus já está em disputa. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/opiniao/2020-04-08/o-futuro-pos-coronavirus-ja-esta-em-disputa.html?ssm=whatsapp>. Acesso em: 10 de abril de 2020.

AULA 2: Profa. Dra. Rita de Cássia Fraga Machado


Por uma economia feminista: suas inovações e contribuições a uma sociedade de justiça.


Referências da aula:


CARRASCO, Cristina: La Economia Feminista: una apuesta por outra economia. In VARA, Maria Jesús (coord.): Estudios sobre genero y economía. Ed. Akal, Madrid, 2006.


DANTAS, Isolda. Una economía solidaria con igualdad para las mujeres. In ALAI: America Latina en movimiento nº 430, Quito, março 2008.


NOBRE, Miriam. Interação entre a economia feminista e a economia solidária nas experiências de grupos de mulheres. Disponível em <http://www.sof.org.br/wp-content/uploads/2015/07/Interacao-entre-a-economia-feminista-e-a-economia-solidaria-Miriam-Nobre.pdf>


BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BRUM, Eliane. “O futuro pós-coronavírus já está em disputa”. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/opiniao/2020-04-08/o-futuro-pos-coronavirus-ja-esta-em-disputa.html?ssm=whatsapp>. Acesso em: 10 de abril de 2020.


GRECCO, Fabiana Sanches; FURNO, Juliane da Costa; TEIXEIRA, Marilane Oliveira. Dossiê Economia Feminista. Disponível em <https://www.cesit.net.br/wp-content/uploads/2019/03/Dossi%c3%aa-economia-feminista.pdf>.


ILLICH, Ivan. A expropriação da saúde. Nêmesis da Medicina. Ed.: Nova Fronteira, 1977.


MCVEIGH, Karen.Malnutrition leading cause of death and ill health worldwide”. Disponível em: <https://www.theguardian.com/global-development/2020/may/12/malnutrition-leading-cause-of-death-and-ill-health-worldwide-report>. Acesso em: 14 de maio de 2020.


ORTEGA, Francisco, GAUDENZI, Paula. O estatuto da medicalização e as interpretações de Ivan Illich e Michel Foucault como ferramentas conceituais para o estudo da desmedicalização. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832012000100003>. Acesso em: 28 de maio de 2020.


FARIA, Nalu; NOBRE, Miriam (Orgs.). Economia Feminista. São Paulo: SOF, 2002.


DUFLO, Esther; BANERJEE, Abhijit. “Coronavirus is a crisis for the developing world, but here’s why it needn’t be a catastrophe”. Disponível em: <https://www.theguardian.com/commentisfree/2020/may/06/vulnerable-countries-poverty-deadly-coronavirus-crisis>. Acesso em: 28 de agosto de 2020.


MELÉ, Joan. “Aposta em bancos éticos” [entrevista]. Disponível em: <https://www.investidorinstitucional.com.br/sessoes/gente/entrevista/33719-mele-quer-bancos-eticos-na-america-latina-o-catalao-joan-mele-vindo-do-holandes-triodos-bank-fala-sobre-uso-do-dinheiro-a-instituicoes-com-foco-social-e-ambiental.html?valor=7>. Acesso em: 28 de agosto de 2020.


QUEM SOMOS:


Dra. Rita de cássia Fraga Machado (UEA)

Professora Adjunta na Universidade do Estado do Amazonas - UEA. Pós-Doutora pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Bolsista PNPD/CAPES. Doutora em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS na linha de pesquisa Trabalho, Movimentos Sociais e Educação. Foi professora substituta entre 2010-2012. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especialista em Metodologia do Ensino de Filosofia pela UNISINOS. É licenciada e Bacharel em Filosofia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos- UNISINOS. Representante na área de ciência humanas e sociais da Câmaras de Assessoramento Científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas-FAPEAM. Líder do Grupo de Pesquisa CNPq- Feminismo, Trabalho e Participação Popular e Comunitária. Seus interesses de pesquisa atualmente compreende as problemáticas de Mulheres como: Trabalho, Movimentos Sociais Populares, Feminismos e Epistemologia Feminista. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8882999172098781


Profa. Dra. Mariana Paolozzi

Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP- 1990), mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP- 1995) e doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP-2000). Professora Associada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e coordenadora da área de Filosofia do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Medievais (Meridianum) da mesma instituição, atua principalmente nas áreas de Filosofia da Antiguidade Tardia e Filosofia Medieval como suas intersecções com o pensamento contemporâneo. Autora do livro - O movimento da alma. A invenção, por Agostinho, do conceito de vontade -, dedica-se atualmente ao estudo das relações entre Filosofia e Psicologia, e dos conceitos de memória e de inconsciente.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6547137274210472


Essa ementa é de propriedade da Escola As Pensadoras e de responsabilidade das professoras ministrantes do curso. Não permite cópia.



76 visualizações

Quer divulgar uma notícia sobre mulheres e filosofia? Escreva para noticias.filosofas@gmail.com

Dúvidas? Escreva para filosofas.brasil@gmail.com

©2019 por Rede Brasileira de Mulheres Filósofas