Verbete Mary Wollstonecraft

No verbete desta semana, Sarah Bonfim faz uma introdução ao pensamento de Mary Wollstonecraft, uma filósofa inglesa conhecida como grande defensora dos direitos das mulheres. Ao empreender uma divisão temática dos escritos de Wollstonecraft em dois grandes temas, pedagógicos e políticos, a autora nos mostra como, desde os escritos sobre educação — Pensamentos sobre a Educação das Meninas (1786) e Mary, uma Ficção (1787) — as questões a respeito do desenvolvimento intelectual das mulheres e da sua posição na sociedade já eram objeto de questionamento da filósofa.

Posteriormente, em seus escritos políticos, Wollstonecraft se opôs aos pensamentos de filósofos como Edmund Burke, em Reivindicação dos Direitos dos Homens (1790), e Jean-Jacques Rousseau, em Reivindicação dos Direitos da Mulher (1792). Em Reivindicação dos Direitos da Mulher ela questiona o modelo feminino pensado por Rousseau e a ideia de que constância e virtude não podem ser alcançadas pelas mulheres. Para a filósofa, todos os seres humanos são dotados de razão e podem se tornar virtuosos. O verbete nos mostra ainda como, em Pensamentos sobre a Educação das Meninas (1786), a ideia é a de que cabe à educação tornar possível o desenvolvimento racional não apenas dos homens, mas também das mulheres.


Leia agora o verbete em nosso blog:


https://www.blogs.unicamp.br/mulheresnafilosofia/filosofas/mary-wollstonecraft/


#MaryWollstonecraft #MulheresnaFilosofia



18 visualizações

Posts recentes

Ver tudo